MESTRADO EM CULTURA E COMUNICAÇÃO

.

CANDIDATOS ADMITIDOS |  LISTA ALFABÉTICA – Ingresso em Setembro* de 2020

Alda Cordeiro (M560)

Ana Carolina Santos (M405)

Eduardo Altafim (M445)

Erica Azambuja (M299)

Ida Sobral (M376)

Isabel Gomes (M528)

Julia Rocha (M702)

Lucas Correa (M861)

Luisa Cortes (M360)

Luiza Caxiano (M300)

Margarida Simões (M1009)

Min Ni (M570)

Pedro Salmazo (M576)

Sofia Jacques (M909)

Sofiya Lozhechnikova (M642)

 

Critérios de selecção:

Nesta fase de candidaturas, o nosso Mestrado teve um total de 62 candidaturas para 15 vagas disponíveis. Além dos elementos referidos na abertura das candidaturas,
1. A selecção procurou obedecer a uma distribuição equilibrada dos candidatos pelas linhas temáticas do Programa, de modo a não termos demasiados alunos interessados apenas numa área e outras linhas sem alunos. Este é um Mestrado em Cultura e Comunicação e não se esgota apenas numa ou outra linha específica.
2. A selecção privilegiou cartas objectivas, bem focadas e que mostrassem ideias já com algum (ainda que mínimo) enquadramento teórico sobre as linhas temáticas do Programa. As cartas demasiado gerais, ou fora dos focos do mestrado, tiveram menos possibilidade de ser bem classificadas. Nesta fase de candidaturas, muitos processos não indicaram claramente a linha de investigação temática que gostariam de desenvolver, nem sublinharam uma articulação com os conteúdos do curso, o que penalizou a sua avaliação.
3. A selecção privilegiou ainda candidatos com ideias e currículos diferenciados, que esperamos capazes de oferecer abordagens cientificamente estimulantes nas várias temáticas que compõem o Programa.
4. A selecção privilegiou por fim candidatos que, dentro das linhas temáticas do Programa, mostraram ideias e um percurso que podem também integrar-se facilmente no que interessa cientificamente aos investigadores e professores do Programa. Assim, mesmo querendo estudar Matrizes e Teorias da Cultura, se o candidato tiver mostrado interesse por temáticas, fenómenos ou autores que não se encontram dentro das competências ou interesses científicos dos investigadores e docentes do Programa (vide página própria) foi menos provável (mas não impossível) a sua boa classificação.

*Dada a situação actual pode haver alterações à data de início do ano lectivo. Pedimos que se mantenham atentos ao site do curso e da FLUL

 

Lisboa, 16 de Abril de 2020

Pela Comissão Científica,

Sofia Frade

Directora do Mestrado em Cultura e Comunicação

Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa