Gestão de Tendências e da Cultura

A Cultura é uma Profissão!  O espaço para o Pensamento crítico, divergente e criativo. Nós interpretamos representações, práticas e mitos.

“A cultura é uma profissão”. Este é o mote lançado pelas Professoras Teresa Malafaia e Alcinda Pinheiro que guiou o espírito da Gestão Cultural no âmbito da Cultura e Comunicação da faculdade. A temática de Gestão de Tendências e da Cultura abraça este pressuposto, num cruzamento entre investigação e ação que sublinha a importância de articular as várias atividades de formação (seminários de pós-graduação, workshops e formação laboratorial), de investigação e de transferência de conhecimento para a sociedade. O objetivo consiste em desenvolver investigação sólida no âmbito da análise das dinâmicas socioculturais e dos seus fenómenos, especialmente ao nível urbano, com vista à geração de orientações estratégicas que podem ser aplicadas em diversas instituições culturais, políticas, empresariais e artísticas.

Herdamos a experiência e o conhecimento desenvolvidos no Projeto “Culturas Criativas: Cidades, Tendências, Estratégias”. Com base nisto, as atividades de investigação e investigação-ação terão em atenção os territórios urbanos de modo a compreender a emergência de culturas criativas e a permitir a análise das representações e práticas de vários grupos sociais, incluindo subculturas e tribos urbanas. O mundo Anglo-Americano apresenta-se com um conjunto de benchmarks e com importantes contributos teórico-práticos a considerar ao nível dos objetos e espaços de estudo, bem como das abordagens a desenvolver. Pretende-se assim desdobrar a temática em três atividades específicas que se articulam em profundidade: na investigação académica aplicada que se materializa no Projeto de Investigação em Gestão de Tendências e da Cultura; no Laboratório com o mesmo nome que possibilita uma ponte com a sociedade e a tranferência de conhecimento, em especial com a cidade de Lisboa; na Formação Especializada que terá lugar em cursos de formação executiva, bem como em seminários especializados ao nível pós-graduado.

Para compreender as mudanças nas mentalidades e nas dinâmicas/comportamentos socioculturais, identificando caminhos possíveis sobre a evolução societal.
» Promover investigação e inovação no campo dos Estudos de Cultura (considerando os principais contributos Anglo-Americanos), refletindo sobre os seus papéis e potencialidades num mundo em rápida e constante mudança.

» Promover investigação conceptual e aplicada ao nível da análise estratégica da cultura.

» Desenvolver uma rede internacional de agentes académicos e institucionais interessados no estudo de tendências socioculturais e na análise cultural.

» Formar investigadores e agentes ativos na sociedade que possam agir tanto na academia como em empresas ao nível da análise/gestão cultural estratégica.

» Articular um exercício académico de análise de tendências socioculturais com os Estudos de Cultura.

» Transferir conhecimento para a sociedade, em especial no âmbito da cidade de Lisboa.

» Abordar a análise cultural como um conjunto de métodos, das Humanidades às Ciências Sociais, com potenciais resultados estratégicos para áreas como a gestão, o marketing, a comunicação estratégica, a política local, a produção e programação culturais, entre outros.

» Abordar benchmarks criativos e propostas teórico-práticas no âmbito do contexto Anglo-Americano que possam ser transferidos e/ou analisados, contribuindo para as abordagens deste projeto.

Este projeto tem as suas raízes na FLUL com a criação em 2012 da Pós-graduação de Especialização em Comunicação de Tendências, um projeto inovador a nível nacional e internacional. A consequente investigação nos Estudos de Tendências abriu portas para a criação de uma nova Pós-Graduação em Indústrias e Culturas Criativas (2016) e de um Projeto de Investigação que iria providenciar o primeiro teste conceptual-metodológico.

» As Pós-graduações no âmbito dos Estudos de Tendências foram o espaço para o teste de conceitos e práticas de investigação, confirmando a associação da abordagem à análise cultural e providenciando o espaço inicial de formação para o que seriam futuras investigações de mestrado e de doutoramento.

» A Pós-Graduação na área das Culturas Criativas testou práticas de imersão urbana em Lisboa, refinando conceitos e métodos e criando associações plurais entre práticas etnográficas e práticas de inspiração artística em âmbito urbano.

» O Projeto “Culturas Criativas: Cidades, Tendências, Estratégias”, em parceria com a FBAUL e a ESCS-IPL, permitiu explorar articulações no âmbito do estudo de tendências socioculturais em espaço urbano e da análise cultural, fomentando experimentações ao nível de práticas de inspiração artística e etnográfica.

1ª Fase:

» Análise de Tendências Socioculturais. Ativamos o processo de investigação que permite identificar e mapear tendências socioculturais, bem como seguir e estudar tendências já confirmadas.

» Análise continuada do ADN Cultural e Criativo de Lisboa, identificando as principais narrativas, dinâmicas e processos socioculturais e criativos a atuar na cidade.

» Identificação e análise de tribos urbanas e de grupos segmentados mediante uma análise estruturada de estilos de vida.

// Estas análises dão origem a: relatórios macro de tendências socioculturais; relatórios sectoriais na óptica de tendências socioculturais; relatórios de tendências e dinâmicas socioculturais e criativas em âmbito urbano; relatórios sobre o perfil identitário e de comportamento de tribos urbanas e sobre segmentação de estilos de vida.

 

2ª Fase:

» Branding Cultural e Tribal. Partindo das bases de Cova e Cova (2002), de Douglas Holt (2004) e de Grant MacCracken (2009), entre outros, propomos que o laboratório desenvolva atividades ao nível estratégico com instituições específicas para delinear estratégias e soluções para problemas identificados, usando a análise cultural e de tendências socioculturais, bem como a identificação de tribos urbanas e de estilos de vida. Isto com uma base conceptual-metodológica para a pesquisa aplicada.

// Estes exercícios/análises dão origem a: relatórios de consultoria para instituições ao nível estratégico, para a geração de insights que apoiem a inovação e uma melhor relação com os vários públicos.

O Laboratório é, primeiro que tudo, um espaço de investigação no âmbito das Humanidades, das Ciências Sociais e das Artes.

Associado a um projeto de investigação, o seu primeiro objetivo consiste em contribuir para o desenvolvimento de conceitos e de metodologias no âmbito dos Estudos de Cultura, desenvolvendo específicamente uma abordagem de Investigação-Ação.

Pretende-se que os resultados dos projetos e da investigação possam dar lugar a trabalhos de divulgação científica, de artigos científicos a relatórios de investigação.

// A investigação aborda métodos, práticas e metodologias associados à Análise Textual; aos Estudos de Recepção; à Etnografia; a Práticas de Imersão Urbana com inspiração artística.

A equipa que gere o Projeto é composta por Docentes e Investigadores associados ao Programa em Cultura e Comunicação e ao Centro de Estudos Anglísticos da Universidade de Lisboa. Colaboram também, pontualmente, investigadores/docentes de outros centros de investigação e entidades da FLUL e de outras Universidades no estrangeiro.

A par dos investigadores/docentes, participam também estudantes de mestrado e de doutoramento. Em ambos os casos: (1) participam curricularmente ao nível de unidades curriculares dos cursos de Cultura e Comunicação associadas ao Projeto, desenvolvendo atividades e trabalhos de pesquisa conceptual e aplicada ao nível da identificação e análise de tendências socioculturais, da análise do impacto destas últimas em sectores de atividades específicos, da identificação e análise de tribos urbanas e de públicos segmentados ao nível de estilos de vida; (2)  demonstrando interesse em participar de forma integrada no Projeto, apoiando as atividades descritas atrás e desenvolvendo investigação estratégica para instituições específicas.  A participação no Laboratório de Gestão de Tendências e da Cultura está aberta a todos os estudantes da área de Cultura e Comunicação.

Unidades Gestoras:

Programa em Cultura e Comunicação da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa; Centro de Estudos Anglísticos da Universidade de Lisboa.

Entidades Parceiras:

American Corner (FLUL); Centro de Estudos Clássicos (FLUL).

 


Lab
Trends
Projects

Laboratório de Gestão de Tendências e da Cultura

“Este é um espaço de experimentação da teoria e dos métodos abordados no projeto de investigação associado. O Laboratório colabora com entidades para testar práticas de análise de tendências e da cultura, desenvolvendo projetos específicos com impacto social.”

O Laboratório de Gestão de Tendências e da Cultura está inserido no Programa em Cultura e Comunicação da FLUL, em articulação próxima com o American Corner @FLUL e o CEAUL. Ele faz parte do Projeto com o mesmo nome e funciona como o seu braço operacional. Os vários projetos podem ter uma componente social, empresarial ou artística, apresentando orientações estratégicas cujo processo pode gerar dados para alimentar a investigação científica.

Os principais objetivos consistem em atuar como um observatório de tendências socioculturais; e desenvolver projetos aplicados de gestão estratégica da cultura.

O laboratório agrega estudantes de Doutoramento e de Mestrado, estando também aberto a finalistas de Licenciatura, associados à área de Cultura e Comunicação. Assim, podem articular a sua formação com a experimentação empírica do quadro conceptual-metodológico que estudam.

Para as instituições, e em particular a cidade de Lisboa, este é o espaço para a transferência de conhecimento e a colaboração com empresas, associações, e outras entidades.

Investigação e Desenvolvimento em Gestão de Tendências e da Cultura

“Em ligação com o Programa em Cultura e Comunicação, este projeto articula investigadores e docentes doutorados com doutorandos e mestrandos numa troca de conhecimento e de experiências.”

O Projeto de Investigação em Gestão de Tendências e da Cultura está inserido no CEAUL – Centro de Estudos Anglísticos da Universidade de Lisboa, em articulação com o Programa em Cultura e Comunicação da FLUL no âmbito do macro Projeto com o mesmo nome.  O objetivo consiste em desenvolver os modelos conceptuais e metodológicos para desenvolver a pesquisa e analisar os resultados que saem do Laboratório e da Formação Especializada, traduzindo os dados ao nível de artigos científicos e de comunicações em congressos. Este é o braço da investigação no âmbito das Humanidades e das Ciências Sociais que produz o conhecimento científico e que apresenta os resultados aos pares académicos.

Especializações em Gestão de Tendências e da Cultura.

“Este conjunto de formações apresenta-se como uma formação especializada ao nível académico e vocacional, que se articula tanto em cursos executivos/livres como em formação magistral e doutoral.”

 

Doutoramento 

No âmbito dos seminários de Inserção em Projeto de Investigação, os estudantes do Doutoramento em Estudos de Cultura inseridos na Linha Temática de Gestão de Tendências e da Cultura trabalham em articulação próxima com o Laboratório e o Projeto de Investigação indicados atrás. A formação doutoral na linha permite uma imersão plena do doutorando nas atividades de pesquisa, de publicação científica e de construção conceptual-metodológica. A par disto, as atividades do Laboratório exigem do doutorando um trabalho de experimentação e de projeto aplicado contínuo, capacitando-o para o trabalho científico e para a via vocacional.

 

Mestrado  

No âmbito dos seminários de Análise Aplicada de Tendências Socioculturais e de Gestão da Cultura, os estudantes do Mestrado em Cultura e Cultura e Comunicação são integrados nas atividades de investigação aplicada em curso.

 

Cursos Livres/Executivos

A formação livre e executiva no âmbito da Gestão de Tendências e da Cultura materializa-se nos seguintes cursos:

i) Laboratório de Gestão da Cultura: Projetos Criativos em Espaço Urbano [proposta em discussão]. Com a marca Beyond Creative (já a apoiar a formação de estudantes desde 2016), este curso dinamizado pelo American Corner @FLUL, pelo CEAUL, pelo CEC e pela ADFLUL, em articulação com a Câmara Municipal de Lisboa, é um espaço para o desenvolvimento de projetos e para a formação vocacional de estudantes de Humanidades, Artes e Ciências Sociais no âmbito do desenvolvimento de práticas de análise cultural, de projetos e de abordagens criativas.