Curso de  Doutoramento em Estudos de Cultura.  O grau de doutor é concedido no Ramo do Conhecimento em Estudos de Literatura e de Cultura, Especialidade de Cultura e Comunicação.

Este curso de Doutoramento pretende explorar as várias relações dos signos no âmbito de sistemas de comunicação humanos, incluídos em dinâmicas e contextos culturais complexos, o que permite aos estudantes desenvolver perspetivas críticas sobre múltiplos fenómenos sociais. 

Grau Académico: Doutor

Duração: 3 anos letivos (6 semestres). O primeiro ano letivo é escolar com unidades curriculares de contacto presencial.

Créditos: 180 ECTS

Investimento: 2750 euros para o primeiro ano letivo; 1500 euros para o segundo e restantes anos letivos.

Horário: Pós-Laboral (entre um a dois por semana, de acordo com cada semestre), entre as 18h e as 22h. Os dias específicos de cada seminário são comunicados antes do início das aulas de contacto.

Calendário: O curso tem início, por norma, em meados de Setembro, até finais de Junho. Encontra-se em discussão a alteração do calendário do curso, de modo a ter lugar entre Fevereiro e Janeiro.

Candidaturas  2017-18

 

Poderá candidatar-se: 1. O titular de grau de mestre ou equivalente legal; 2. O titular de grau académico superior estrangeiro, conferido na sequência de um 1.º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo; 3. O titular de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objectivos do grau de licenciado pelo conselho científico da Escola onde pretendem ser admitidos; 4. O detentor de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido como atestando capacidade para a realização deste ciclo de estudos pelo conselho científico da Escola onde pretendem ser admitidos.

O candidato deve entrar em contato com a direção do Doutoramento em Estudos de Cultura antes de submeter a sua candidatura. 

Documentos necessários para realizar a candidatura:

  • Certidão de Mestrado ou documento legal equivalente;
  • Projecto de investigação com indicação do domínio a investigar e dos objectivos a alcançar;
  • Curriculum Vitae actualizado, incluindo trabalhos publicados ou devidamente documentados;
  • Documento de Identificação.

Nota: poderá anexar outros diplomas ou certidões que considere úteis à sua candidatura.

Candidatura On-line: Para efectuar o processo de candidatura, o qual se realiza exclusivamente on-line , o candidato deverá aceder ao Portal de Candidaturas.

INVESTIMENTO:

2750€ – 1.º ano curricular

1500€ – 2.º ano curricular e seguintes

Objetivos:

O Curso de Doutoramento em Estudos de Cultura pretende, por um lado, através de uma sólida investigação teórica, dotar o estudante de dispositivos de compreensão sistemática e de métodos de investigação no domínio amplo do que, em termos internacionais, se designa por ciências da cultura e estudos culturais. Por outro lado, o Doutoramento pretende contribuir para a adequação destes estudos a uma realidade sociocultural em constante mudança, estabelecendo um amplo diálogo transdisciplinar entre as áreas tradicionais das ciências sociais e das humanidades e estimulando, ao mesmo tempo, o conhecimento e estudo de novas áreas. Particularmente relevantes são os cruzamentos científicos entre comunicação, filosofia, sociologia cultural, ciências da linguagem, história, gestão cultural, estudos dos média, indústrias criativas, políticas culturais. O curso cobre, assim, uma área com interesse social e cultural diversificada, apresentando também uma pluralidade de perspetivas metodológicas e científicas.

Finalmente, o Curso de Doutoramento em Estudos de Cultura visa compreender tendências contemporâneas e clássicas de existência social, tendo em vista desenvolver competências profissionais no âmbito dos múltiplos discursos que se cruzam no mundo.

Linhas de Investigação Temáticas

O projeto de investigação doutoral com que o aluno se candidata ao curso de doutoramento deve incidir numa das seguintes linhas temáticas, ou numa articulação entre duas, de forma a assegurar um trabalho imersivo na investigação em desenvolvimento pelos docentes e pelo Programa.

Definição da linha (Brevemente).

Questões-Chave: Cidades Criativas;

Docentes Associados:

Prof. Doutora Teresa Malafaia

Prof. Doutora Adelaide Meira Serras

Definição da linha:

Em torno do postulado sociocognitivo de van Dijk (2008) de que “O discurso controla as mentes e as mentes controlam as diversas formas de acção em sociedade” desenvolvem-se ferramentas de análise semântica de diversos tipos de textos institucionais e jornalísticos, fundamentalmente em meio digital (Thurlow/Mroczek, 2011; Barton/Lee, 2013; Tagg 2015) ou de produtos artísticos de diversa índole, tendo como enfoque alavancas de construção e de manipulação discursivas de tipo metafórico e metonímico, quer na sua expressão monomodal (Lakoff/Johnson 1980, Goatly 2007, entre outros) quer na sua dimensão multimodal (Forceville 2009 e 2012).

Questões-Chave: (brevemente)

Docentes Associados:

Prof. Doutora Clotilde Almeida

Definição da linha:

No Programa em Cultura e Comunicação, a linha de docência e investigação ‘Matrizes das Culturas Contemporâneas’ procura perspetivar em termos diacrónicos problemas particulares do mundo contemporâneo e responder aos modos como o passado contribuiu/contribui e foi/é usado em diferentes construções identitárias; procuramos também compreender de que modo determinadas concretizações ou criações culturais, quer coletivas quer individuais, se relacionam com ideias, pessoas, interpretações concretas e/ou parciais do passado.

Há pelo menos três problemas que nos interessam:

  • As Tradições Clássica e Medieval na formação do mundo contemporâneo: os mundos clássico e medieval (que dependeu também em larga medida deste) moldaram a cultura erudita mas também muito do quotidiano em todo o mundo, até à atualidade. Seja por imitação/emulação de conteúdos, seja como repositório de temas e de formas, seja também pela rejeição de modelos, o mundo contemporâneo forja-se ainda, em larga medida na relação com aqueles períodos. Neste contexto, procuramos alunos que queiram estudar o papel das Culturas Clássica e/ou Medieval como geradoras de conteúdos múltiplos, potenciadoras de modelos e de contra-modelos e dinamizadoras de criatividade não apenas na Europa e nos chamados países ocidentais, mas também em contextos coloniais e pós-coloniais, em áreas como a literatura, o teatro, o cinema, a performance ou as artes plásticas;
  • Passado e Identidades: género, etnia, religião, nacionalidade, família, profissão ou a pertença a determinadas organizações condicionam o modo como os indivíduos constroem as suas múltiplas identidades, a sua pertença e exclusão de determinados grupos, as suas opiniões e os seus modos de actuação em contextos particulares. Muitas destas identidades resultam de maneiras particulares (e não necessariamente válidas) de interpretar o passado.  Neste sentido, aceitamos alunos que procurem estudar as utilizações ideológicas/culturais do passado feitas por diferentes grupos no presente. Aceitamos projetos que procurem analisar o modo como o passado influencia ainda hoje a auto e hetero-definição de grupos ou os sentimentos de (não-)pertença a determinado grupo, bem como examinar as reações a estas definições. Queremos analisar de que modo os critérios de inclusão/exclusão de determinados grupos se constroem com base em interpretações específicas, válidas ou não, do passado.
  • Retórica e política: Os estudos de retórica constituem dos mais profícuos campos de investigação na actualidade. Procuramos estudantes que (i) se interessem pelos fundamentos gregos e romanos da retórica antiga e pela forma como muitos dos seus pressupostos teóricos foram, de forma consciente ou não, assimilados e retrabalhados até à actualidade, constituindo-se ainda hoje como instrumentos de análise e de codificação que permitem criar e compreender mensagens de múltiplas naturezas, desde o mundo político à publicidade, do grafito ao entretenimento, das práticas de enamoramento à parenética religiosa; (ii) pretendam compreender como é que, ao longo da história, e no mundo contemporâneo, os fenómenos de comunicação (verbal ou não verbal) têm sido analisados e condicionados pelas teorias retóricas e pelos seus condicionalismos epocais; (iii) pretendam estudar o discurso e as estratégias de comunicação política até à actualidade, de modo a compreender as dimensões sociais e culturais por trás da produção de mensagens políticas persuasivas.

Centros I&D envolvidos: Centro de Estudos Anglísticos, Centro de Estudos Clássicos, CLEPUL.

Prof. Doutor Rodrigo Furtado

Prof. Doutora Teresa Malafaia

Prof. Doutora Adelaide Meira Serras

Prof. Doutora Sofia Frade

Prof. Doutora Clotilde Almeida

Prof. Doutora Luísa Soares

A linha de investigação temática em Tendências e Gestão da Cultura trabalha os processos e as teorias por detrás das práticas de produção cultural e da gestão de projetos e de eventos nas artes e na cultura. A par da problemática das políticas e das indústrias da cultura, o doutorando pode também desenvolver investigação sobre os impactos da análise cultural em práticas de comunicação e de estratégia. Neste sentido, a linha de investigação temática aborda também a problemática dos Estudos de Tendências na óptica das dinâmicas humanas presentes nas tendências socioculturais, através do estudo dos comportamentos e das mentalidades associadas a determinadas práticas, representações e objetos. Desta forma, é possível determinar alterações na cultura de consumo e no gosto. A investigação fundamental e aplicada nesta linha permite obter dados importantes capazes de promover inovação ao nível da gestão e das políticas culturais, entre outras áreas.

Questões-chave: Gestão Cultural; Políticas Culturais; Gestão de Eventos Culturais; Cultura e Estratégia; Estudos de Tendências; Coolhunting e Inovação; Cultura de Consumo; Branding Cultural e Tribal.

Há pelo menos duas temáticas que nos interessam:

GESTÃO CULTURAL. As teorias e as práticas associadas à gestão de atividades e de instituições do sector cultural. Dos museus às galerias de arte, passando pelos eventos e outras manifestações emergentes, pretende-se desenvolver competência de problematização das práticas de produção, programação, comunicação e gestão neste sector. Em outro sentido, o estudo e a análise da cultura podem ser aplicadas a práticas de estratégia, de marketing e de gestão, pelo que interligam-se aqui questões como o branding cultural e tribal e as indústrias criativas.

ESTUDOS DE TENDÊNCIAS. O estudo de mentalidades que se traduzem em padrões de comportamento específicos associados a práticas de criatividade e de inovação e que permitem compreender mudanças no tecido sociocultural.

Docentes Associados:

Prof. Doutor Nelson Pinheiro Gomes

Prof. Doutora Teresa Malafaia

Definição da linha (brevemente).

Questões-Chave: Sociologia da Cultura; Análise Cultural.

Prof. Doutora Teresa Malafaia

Prof. Doutora Adelaide Meira Serras

Prof. Doutor Nelson Pinheiro Gomes

Prof. Doutor Rodrigo Furtado

Não obstante as presentes linhas, a comissão científica do curso está aberta a receber e a apreciar propostas inovadoras sobre a abertura de novos campos disciplinares ou sobre a problematização de temáticas que se revistam de grande interesse científico e societal.

O candidato interessado deve entrar em contato com a direção do Doutoramento em Estudos de Cultura antes de submeter a sua candidatura.

Plano de Estudos

Unidade Curricular Área CientíficaDuração Horas TrabalhoHoras ContactoECTSObservações
Tópicos em Estudos de Cultura I // Teorias da Cultura HUMSem336S 45;
OT 15
12Obrigatória //
Adelaide Serras e Teresa Malafaia
Tópicos em Estudos de Cultura II / Matrizes e Tendências CulturaisHUMSem336 S 45;
OT 15
12 Obrigatória //
Rodrigo Furtado e Nelson Pinheiro
Opção Livre HUMSem336 S 45;
OT 15
12 Opcional
Opções Condicionadas (a):

Leituras Orientadas I

Leituras Orientadas II

OU

Inserção em Projeto de Investigação I

Inserção em Projeto de Investigação II
HUMSem336 OT 60 24 Créditos a obter no 1º e no 2º semestres. Os alunos perfazem um total de 24 ECTS neste conjunto de unidades curriculares.
Defesa do Projeto de Tese HUMSem420 OT 1515créditos a obter no 3º semestre
Seminário de Orientação HUMSem420OT 1515créditos a obter no 4º semestre
TeseHUMSem2520 OT 30 90 Créditos a obter no 3º, 4º, 5º e 6º

Semestres

Tópicos de Estudos de Cultura I ; Tópicos de Estudos de Cultura II.